sábado, 25 de janeiro de 2014

Luiz Trindade, Programa com as Dançarinas, TV Sergipe

Foto reproduzida de post de Fabio Jaciuk, na página do Facebook,
do Grupo HISTÓRIA DA TV/RÁDIO DE SERGIPE.

8 comentários:

  1. Preciso de mais fotos de Luiz trindade. Tem como me enviar?
    e-mail: ana.paulacabral@hotmail.com
    Minha família cantou muito no programa dele e na banda dele. Queria mostrar a todos. Obrigada

    ResponderExcluir
  2. Ainda lembro que comecei como calouro no Domingo em Festival, apresentado no auditório da Rádio Cultura de Sergipe.
    O Calouro que recebesse nota 5 seria contratado automaticamente para integrar a caravana do Domingo em Festival.

    Disputei com vários outros cantores e recebí nota 3,5, cantando "Distante dos Olhos", versão de Nazareno de Brito para "Lontano dagli occhi", de Sérgio Endrigo (seu intérprete original) e Sérgio Bardotti, grande sucesso de Moacyr Franco em 1969, lançado pela Copacabana no compacto simples n.o 809-A, no duplo 3566-A1 e no LP "Por amor".

    Na minha segunda apresentação como calouro recebí nota, 4,5, com a musica Balada 7. Composição de Alberto Luiz, autor também de hits como "Oração de um jovem triste" e "Namorados". Comovente homenagem ao craque das pernas tortas (e genialidade incrível) Mané Garrincha, foi um dos hits de Moacyr Franco no álbum "Nosso primeiro amor" (Copacabana, 1970), integrando depois o compacto simples n.o 961-A. Na mesma época, foi também gravada por Noite Ilustrada e Ary Sanches, entre outros.

    Na terceira e última apresentação como calouro recebí nota 4, 5 novamente.
    Na oportunidade cantei o grande sucesso Desabafo, de Roberto e Erasmo Carlos)

    Nas semanas seguintes (14, 21 e 28 de dezembro de 1970, participei do Festival Estanciano da Canção com duas músicas:
    "Meu Bem", de minha autoria e "Sergipe, meu querido Sergipe", de autoria do sergipano Jorge das Virgens.

    Sendo destaque como revelação, logo depois fui convidado por Luiz Trindade para compor o "Cast" do Domingo em Festival, passando a receber cachê como cantor profissional.

    A caravana do Programa Domingo em Festival, além de se apresentar no auditório da rádio Cultura, todos os domingos às 20h00, sob o comando do Bidú Luiz Trindade, ainda viajava pelo interior durante a semana e fazia apresentações especiais nos bairros.


    Leia mais: Jolusi FM: Início dos anos 70, o ponto de partida http://jolusifm.blogspot.com/2012/10/inicio-dos-anos-70-o-ponto-de-partida.html#ixzz4zk0wfgNW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Jorge Luiz pelo seu comentário. Um abraço.

      Excluir
    2. Eu que agradeço pelo espaço no seu tão conceituado blog. Deus lhe abençoe sempre Armando Maynard.

      Excluir
  3. Olá meu amigo Armando Maynard por gentileza me dê notícias de Luiz Trindade. Grato.

    ResponderExcluir
  4. Odair José cantou seu primeiro sucesso com o meu violão
    No final dos anos 60, ou no início dos anos 70, já nem tenho certeza, tive o prazer de conhecer o cantor Odair José, quando ele esteve em Aracaju, capital sergipana para divulgar o seu primeiro grande sucesso: “MINHAS COISAS”.
    Naquela época, ele ainda era bastante tímido, e atendendo ao convite de Luiz Trindade , criador e apresentador do programa DOMINGO EM FESTIVAL marcou presença em sua residência para participar do almoço especialmente preparado para o novo ídolo da música brega.
    Eu estava presente e como morava na rua Geru, quase esquina com a casa de Luiz Trindade fui buscar o meu violão para que Odair José cantasse especialmente para nós o seu sucesso.
    Pois é, tive o privilégio de emprestar meu violão para Odair José cantar a música “MINHAS COISAS”, em fá maior.
    Aqueles momentos ficaram marcados em minha mente, como uma coisa espetacular.
    Pena que eu não tenho uma foto registrando o momento, mas registrei em minha memória.

    ResponderExcluir